domingo, 31 de dezembro de 2017

Dezembro de 2017, o mês dos furos



Para todos um Excelente 2018: muitas curvas, sem furos!

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

apseV ou ah e tal, assim fica melhor...

apseV


quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Vespa Elettrica

Esta apresentação já foi tão largamente difundida que quase estive para não escrever nada sobre isto. Mas vá, quero ser embaixador da Piaggio em Portugal, aparecer com uma Vespa e chamar-lhe Liberty, vou tentar um texto bonito.



Foi apresentada oficialmente a 7 de Novembro passado na EICMA de Milão, a nova Vespa Elettrica.

Com um motor eléctrico, conforme o nome indica, com uma potência contínua de 2 kW e um pico de potência de 4 kW, possibilitam um torque superior a 200 Nm. Esta relação permite alcançar um desempenho superior ao de uma tradicional scooter de 50cm3, especialmente na aceleração que beneficia da entrega de binário imediato, tão típico dos motores eléctricos.



Existem dois modos de condução accionados pelo condutor: Eco e Power, sendo o modo Power o modo "normal" e o Eco o modo em que se poupa o consumo da bateria mas, claro, a custo de qualquer coisa: apenas se atinge a velocidade máxima de 30Km/h

A autonomia é de 100Km percorridos com uma carga de bateria, valor auxiliado pelo sistema KERS (Kinetic Energy Recovery System) que recarrega a bateria nas fases de desaceleração. O tempo de carga total é cerca de 4 horas e faz-se como qualquer veículo eléctrico. A bateria suporta, sem perca de armazenamento, cerca de 1000 ciclos e após este valor, a Piaggio afirma que nunca descerá abaixo de 80% carga útil utilizável.





A versão X da Vespa Elettrica apresenta o dobro da autonomia, percorrendo 200Km no total, graças à existência de um gerador de energia movido a gasolina, que preserva a energia da bateria. Mas devido à existência de um depósito de gasolina de 3 litros para alimentar o gerador, a bateria tem menor capacidade, descendo a autonomia apenas em modo eléctrico para os 50Km, sendo os restantes 150Km dependentes do gerador e do combustível.

Hip hip hurra, lá para Março chega à Europa mais um modelo de Vespa.


Vídeo de apresentação da Vespa Elettrica




sábado, 25 de novembro de 2017

1967, 25 para 26 de Novembro, chuva torrencial causa destruição - ainda tinham dúvidas que as Vespas estão em todo o lado?


créditos: Arquivo DN


créditos: Arquivo DN

«A noite em que a chuva matou» a tragédia que assolou Lisboa e arredores na noite de 25 para 26 de Novembro de 1967.

Outras? e Aqui, aqui e aqui.

terça-feira, 21 de novembro de 2017

É natal, é natal, la la la la

É natal, é natal...

Só poque tive ontem um momento com conta-quilómetros (quase) cheio de luzinhas (não fossem os piscas estarem lixados) lembrei-me de que já temos enfeites de natal em tudo o que é superfície comercial, praticamente desde o início de Novembro.

Anseio pelo ano da nossa graça que em Setembro, já teremos anúncios ao natal.

Assim pouparei a viagem à Austrália para passar o natal na praia e encher de selfies na praia e com barrete de pai natal as redes sociais.


terça-feira, 14 de novembro de 2017

Circular na berma, não dá só multa e pontos a menos

Origina também rompimento do compartimento pneumático regulador de pressão do... Como é que se chama... Ah... Câmara de ar, é isso!

Quase todos os dias a caminho do trabalho acabo por transgredir largamente código da estrada, por circular nas bermas do troço de A2 que diáriamente percorro. Se me sinto mais seguro do que ir a ziguezaguear pelo meio dos carros, não se faz, é proíbido, ilegal, dá direito a multa muito grave com apreensão de carta e pontos a menos e isso tudo! Não o façam! Ponto de ordem feito.

No outro dia estava fila devido a um acidente, na mesma via mas no sentido contrário, ou seja, no regresso a casa. A berma não está tão utilizada como a do sentido contrário porque quase não há congestionamentos nesse sentido e portanto muito menos limpa. E circulava e pensava comigo: "Epá isto está cheio de pedras e porcarias, daqui a nada ainda furo". E nem 2 minutos passados e aquela sensação de traseira a deslizar?!? Yeap furo!

Pneu suplente fora, olhares de tudo o que passava na fila, dos outros que passavam na berma e algumas perguntas de "Está tudo bem?" e respostas "Sim está, é só um furo" depois, tinha o pneu mudado, as feramentas arrumadas e as mãos limpas e a seguir viagem.

Ontem o mesmo. Novo acidente e nova fila praticamente no mesmo local.

Foste tu pela berma?

Vespa PX200


segunda-feira, 11 de setembro de 2017

O que se tem andado a fazer por aqui?